• 21 de julho de 2015

    6 coisas para fazer antes de ter seu celular perdido ou roubado

    Vivemos num mundo onde acidentes acontecem. E além de acidentes, existe riscos maiores, como roubo e furtos. E neste meio, está o seu celular. Provavelmente você já ficou sem celular um tempo, e viu como é ruim. Imagine ficar um tempão, e ser por culpa de uma queda ou um roubo! Ficar sem um smartphone é um risco que todos correm, mas existem coisas que devem ser feitas antes de um acidente acontecer com seu Android. São elas:


    1 - Confirme o endereço de e-mail criado para seu celular

    Muitas pessoas estão tendo o primeiro contato com um smartphone hoje. É também a primeira porta de entrada para um mundo tecnológico. Além de ser fascinante, é preciso saber que esta pessoa não deu muita importância para o e-mail criado para acessar o celular, já que ela NUNCA tinha usado um e-mail anteriormente. O primeiro passo é identificar este e-mail, e acessá-lo num computador para saber se a senha é a mesma que a pessoa lembra. A partir desta conta de e-mail, caso queira trocar o celular no futuro, ou pior ainda, teve seu smartphone roubado ou furtado, quebrado, molhado ou outra tragédia, é possível recuperar seus contatos e uma boa parte dos dados através desta conta de e-mail.

    2 - Sincronize seus dados com a conta Google

    Já que lembrou do seu e-mail, agora é hora de permitir que os dados do seu celular possam ir para esta conta. Um deles, como os contatos, é facilmente acessado por qualquer uma das plataformas (e-mail ou celular). No seu celular Android, procure o ícone Configurações (símbolo de uma engrenagem). Clique na cona "Google" e escolha a sua conta de e-mail. É neste local que você habilita seus dados que serão enviados do seu celular para sua conta de e-mail GMail, e vice-versa. Basta habilitar o que você quer manter um backup na nuvem. Dica: habilite tudo!

    3 - Anote o número do seu IMEI

    Seu IMEI é um número único do aparelho. É como se fosse um número de chassi. Diferente do número do telefone, o IMEI é um código que identifica seu aparelho, independente do chip ou operadora. É um tipo de CPNJ do seu aparelho. E anotar este número é importante, porque se você tiver sido roubado, é com ele que garantirá a confecção de um Boletim de Ocorrência (o famoso B.O.) através de uma delegacia de polícia militar. E, provavelmente, se tiver um seguro contra roubo para seu celular, é uma boa ideia facilitar o máximo o processo.
    Para saber este número, é muito fácil: basta digitar no discador do aparelho a seguinte sequência:

    *#06#

    Irá aparecer uma janela com o número do seu IMEI. Anote num local seguro, ou ainda, mande um e-mail para você mesmo (bom momento para começar a usar sua conta do GMail) com este numero. O GMail tem uma ferramenta para localizar facilmente os emails recebidos. Coloque no assunto a palavra IMEI e se possível, a marca e modelo do aparelho.

    4 - Habilite o rastreamento do Android

    Perder o celular pode ser apenas um empecilho temporário, e nestes casos, um rastreador vai facilicar sua vida. Esqueça o problema de roubo, porque os ladrões estão mais espertos e normalmente desligam o aparelho para que não seja rastreado, e nem você deve dar uma de super herói e ir atrás do aparelho por conta própria. Mesmo assim, imagine que você não sabe se o aparelho caiu numa sala de cinema ou se está dentro do carro ou em casa. O rastreador padrão do Android é o "Gerenciador de Dispositivos Android".  Você consegue localizar seu aparelho através desta página: https://www.google.com/android/devicemanager. Acesse esta página e veja se seu aparelho aparecerá (antes, a página pede o login - sua conta do GMail e sua senha - foi o nosso primeiro passo). Talvez você precise habilitar no seu aparelho Android o rastreamento. Procure o ícone Segurança, escolha a opção Gerenciador de dispositivos Android e escolha a opção "Permitir bloquear e rest. config. original remotos". Isto dará um certo controle para você como:

    • localizar seu aparelho
    • tocar um alarme (mesmo se o aparelho estiver no silencioso)
    • apagar todos os dados (no caso de suspeita de perda ou roubo, é melhor resetar tudo do que ter seus dados expostos).

    Outros rastreadores também existem como aplicativos. Você pode tentar o Cerberus ou o Adroid Lost.


    5 - Faça um seguro contra acidentes e roubos

    Este é o último recurso, mas vale a pena pensar. Existem seguradoras que prestam um serviço bacana para que você tenha a garantia de um novo aparelho caso seja roubado ou mesmo por mal uso. Claro que existem soluções para cada tipo de bolso.  As grandes empresas de seguros (Sul América, Mafre, Porto Seguro) possuem uma solução deste tipo, além das próprias operadoras (Vivo, Claro, Oi, Tim, etc) e também empresas específicas para este tipo de seguro. Dê uma pesquisada.

    6 - Capa de proteção

    A maioria dos acidentes com celulares são em relação à tela. Claro, sendo uma peça de vidro, qualquer pequena queda pode criar pequenas rachaduras, problemas no touch ou até mesmo a perda do aparelho, já que a parte mais cara de um celular é justamente sua tela. Nestes casos, quase sempre o conserto não vale a pena. Uma boa capa ajuda a minimizar ou até mesmo proteger em 100% uma queda normal. Algumas até são resistentes a água. Novamente uma pesquisa no Google vai ajudá-lo a encontrar uma boa capa que lhe agrada e garantir uma maior durabilidade do seu aparelho.

    Nenhum comentário: