Pular para o conteúdo principal

Android vai para o espaço

Em agosto de 2010, um grupo de estudantes da Nasa e funcionários do Google se uniram para realizar uma louca experiência que tinha como objetivo lançar um Nexus One no espaço através de um mini-foguete.

As equipes planejavam descobrir se os celulares com Android poderiam funcionar e operar como satélites de baixo custo, mesmo em ambiente de vácuo e temperaturas extremas, com altas e baixas repentinamente.

Para ter certeza do resultado, o grupo lançou dois dispositivos, mas apenas um sobreviveu à experiência. O primeiro celular caiu no chão devido a uma falha em seu pára-quedas. No telefone que conseguiu voltar ileso, havia duas horas e meia de vídeo, que pode ser assistido no YouTube.

Os resultados, que poderiam a tornar os satélites menores (hoje são praticamente do tamanho de um ônibus), também viabilizaria a possibilidade para que cientistas amadores pudessem lançar seus próprios satélites no espaço.

O Google queria mais!

A experiência bem sucedida com a Nasa incentivou a gigante de Mountain View a explorar novamente a atmosfera terrestre com o Google Nexus S.

Utilizando desta vez um balão de grande altitude, câmeras de vídeo e um celular, o Google expandiu seus estudos ao coletar dados através dos sensores do Nexus S, como GPS, giroscópio, acelerômetro e magnetómetro.

O telefone também estava equipado com uma variedade de aplicações, incluindo o Google Maps for Mobile 5.0 (com mapas offline), o Google Sky Map, Latitude e um App personalizado para registro de todos os sensores no dispositivo.

Outra novidade, como você pode ver a imagem que ilustra este post, estava a presença especial de um astronauta bem familiar: o  mini Android verde da coleção .

Resultado

Os resultados foram interessante: o balão chegou a 107.375 pés, mais de 20 quilômetros de altura, mais de três vezes a altura de voo de um jato comercial médio.

“Observamos que o GPS do Nexus S é capaz de funcionar até altitudes de cerca de 60.000 pés e voltou a funcionar na descida do balão. Vimos também que Nexus S pode suportar algumas temperaturas muito extremas como -50°C.” disse a empresa.

Outros dados interessantes que foram coletados:

Velocidade Máxima: 139 mph
Altitude Máxima: 107.375 pés (mais de 30 km)
Taxa máxima de subida: 5,44 m/s
Média Duração do Voo: 2 horas e 40 minutos
Média Tempo de Descida: 34 minutos




Fonte: Gizmodo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Papéis de parede com movimento para celular grátis

Quem tem um celular Android já deve ter visto alguns papéis de parede com movimentos. São bonitos e podem deixar o seu smartphone com a sua cara. Para quem gosta de temas com natureza, papéis de parede com peixes, com plantas ou animais costumam fazer muito sucesso. Já quem gosta de dragões, monstros ou outras figuras mitológicas também vai encontrar um wallpaper animado que tem o seu jeito. E o melhor, é que todos os wall papers listados aqui são totalmente grátis!

17 papéis de parede de peixes e efeitos de água no seu celular grátis!

Para quem gosta de peixes e papéis de parede, aí vai uma enorme coleção de live wallpapers com motivos marinhos para deixar seu Android com um visual novo. O mais bacana é que todos são grátis! Um montão de fundo de tela para seu celular com motivos de peixes, aquários, fundo do mar, e até mesmo parques aquáticos, tudo pra animar sua tela gratuitamente. Escolha um deles (ou vários) e baixe agora mesmo. Clique no título do papel de parede com tema de aquário que quer instalar e baixe diretamente do Google Play grátis.

Perdeu seu telefone? Se for um Motorola, você pode encontrá-lo

Esta dica é para quem tem um celular Android da Motorola - se no seu aparelho tiver instalado o Motoblur, você pode encontrar seu telefone perdido (ou roubado), e até mesmo apagar os dados remotamente. Isto sem comprar nenhum aplicativo adicional. Isto é importante, pois além do perigo de um roubo de aparelho e a perda de dados importantes, quem nunca se perguntou "- Perdi meu celular, e agora?", para logo em seguida, lembrar que deixou em cima do criado mudo em casa?