Pular para o conteúdo principal

Como comprar um tablet

À medida em que mais e mais tablets chegam ao mercado, prepare-se para ficar impressionado ao descobrir do que eles são capazes. Mas prepare-se também para ficar desapontado: muitos dos modelos atualmente nas lojas tem “pegadinhas”, especialmente os menos sofisticados anunciados a preços “imperdíveis”.

No Brasil já é possível encontrar o Samsung Galaxy Tab, iPad, Motorola Xoom e ZTE v9, só para citar alguns dos produzidos por grandes fabricantes, e estão a caminho o Samsung Galaxy Tab 10.1, LG Optimus Pad e provavelmente o ASUS EeePad Transformer. Sem falar nos inúmeros modelos de fabricantes chinesas desconhecidas que pipocam aqui e ali.

Mas antes de comprar, respire fundo: um bom tablet pode mudar seus hábitos de entretenimento e a forma como você acessa a internet, mas um modelo ruim só irá trazer decepção e prejuízo. Preste atenção em nossos conselhos abaixo e você terá a certeza de um bom negócio.

1. Se a esmola é grande, desconfie!

Um tablet por R$ 500 pode parecer muito atraente, mas o preço baixo tem seu motivo. Ele tipicamente não terá o poder de processamento, capacidade de memória, resolução e tamanho de tela ou agilidade dos modelos mais caros (ou uma combinação de duas ou mais destas características), necessários para uma experiência satisfatória.

Modelos com processador de menos de 1 GHz serão lentos, especialmente para jogos. Evite as telas “resistivas”, muito menos sensíveis que as telas capacitivas do iPad e outros modelos high-end e incapazes de recursos como o multitoque, essencial em muitos aplicativos.

A resolução de tela também é importante: 1024 x 600 pixels em uma tela de 7 polegadas (a resolução do primeiro Samsung Galaxy Tab) é o mínimo em um tablet, especialmente para quem gosta de navegar na web. O resto é “smartphone gigante”.

2. Um contrato limita sua capacidade de fazer upgrade

Muitas operadoras oferecem tablets com 3G por preços atraentes se combinados a um contrato de serviço, tipicamente de 2 anos, com uma mensalidade pré-estabelecida. O problema é que depois de assinar o contrato você não poderá mudar de plano (ou de operadora) antes do fim do contrato sem pagar uma multa. E no mercado de tablets, onde a tecnologia evolui rapidamente, dois anos é uma eternidade!

Dois anos atrás o iPad sequer existia, e hoje já temos o poderoso iPad 2. Mesmo seis meses fazem uma grande diferença: seis meses atrás o Galaxy Tab estava chegando ao mercado, e hoje já estamos nos preparando para um sucessor com tela maior, processador mais rápido e um sistema operacional radicamente diferente.

Antes de comprar um tablet com contrato, faça uma lista do que você quer/espera e certifique-se de que o modelo que escolheu atende às suas necessidades, e que não é só um “tapa-buraco” até a chegada do modelo que você realmente deseja às lojas (embora sempre haja um “modelo melhor” a caminho). Se não estiver completamente satisfeito, guarde o dinheiro e espere mais um pouco.

3. Em tablets Android, fique de olho nos serviços do Google

O sistema operacional Android é Open Source. Isso significa que qualquer fabricante pode baixar o código-fonte e criar uma versão para seus aparelhos, sem pedir permissão ou pagar nada à Google.

Mas muitos dos aplicativos que são parte fundamental da experiência com um tablet Android, como o Android Market (a loja de aplicativos), Gmail, Google Maps e YouTube são proprietários, e só podem ser inclusos em aparelhos aprovados pela Google. É comum encontrar tablets de baixo custo, não aprovados, sem estes aplicativos instalados. E sem acesso ao Android Market nem é possível baixá-los.

É verdade que há várias lojas alternativas de aplicativos para aparelhos Android em operação, como a App Brain, Amazon App Store e a líder de mercado GetJar. Mas elas não são o Android Market oficial, e tem um catálogo de títulos reduzido. Quanto mais completa a “experiência”, mais satisfeito você ficará com seu tablet. Pense nisso antes de comprar.

4. Dê uma boa olhada no iPad

O iPad original já tem um ano de estrada, mas ainda é o padrão contra o qual muitos outros tablets são comparados e recentemente teve o preço reduzido com o lançamento do iPad 2. Ele pode não ter o processador dual-core ou as câmeras de seu irmão mais novo, mas tem uma ótima tela de 9.7 polegadas, bateria com autonomia para 10 horas de uso (reais!) e mais de 75 mil aplicativos à disposição, além de poder suficiente para navegar na web, exibir vídeos e rodar jogos com desenvoltura. Um iPad Wi-Fi de 16 GB tem a melhor relação custo-benefício entre todos os tablets atualmente à venda no mercado nacional.

Fonte: UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

17 papéis de parede de peixes e efeitos de água no seu celular grátis!

Para quem gosta de peixes e papéis de parede, aí vai uma enorme coleção de live wallpapers com motivos marinhos para deixar seu Android com um visual novo. O mais bacana é que todos são grátis! Um montão de fundo de tela para seu celular com motivos de peixes, aquários, fundo do mar, e até mesmo parques aquáticos, tudo pra animar sua tela gratuitamente. Escolha um deles (ou vários) e baixe agora mesmo. Clique no título do papel de parede com tema de aquário que quer instalar e baixe diretamente do Google Play grátis.

Papéis de parede com movimento para celular grátis

Quem tem um celular Android já deve ter visto alguns papéis de parede com movimentos. São bonitos e podem deixar o seu smartphone com a sua cara. Para quem gosta de temas com natureza, papéis de parede com peixes, com plantas ou animais costumam fazer muito sucesso. Já quem gosta de dragões, monstros ou outras figuras mitológicas também vai encontrar um wallpaper animado que tem o seu jeito. E o melhor, é que todos os wall papers listados aqui são totalmente grátis!

App para Android e iPhone 9 Dígitos SP atualiza facilmente sua lista de contatos

Se você precisa colocar o número 9 em todos os telefones celulares da sua lista de contatos, saiba que existe não um app, mas vários aplicativos que pode auxiliá-lo nesta tarefa. O que testei e recomendo é o Nono Dígito SP. Ele verifica todos os contatos da sua lista, e os identificados como números de celulares são alterados e ele inclui o número "9" na frente. Uma operação simples com o aplicativo, mas que seria bem trabalhosa se fosse feita manualmente. A dica vale também para quem tem um iPhone, já que o aplicativo tem uma versão para o iOS.