• 26 de agosto de 2011

    Positivo terá seu tablet lançado com incentivo fiscal

    A Positivo, maior fabricante brasileira de computadores, lançará um modelo de tablet com Android. O objetivo é lançá-lo para atender o mercado consumidor no fim do ano.

    Vinte e cinco empresas querem aproveitar esta redução para fabricar seus tablets no Brasil. Não é pouca coisa, já que existe um mercado emergente enorme no Brasil. Para efeito de comparação, os poucos tablets que estão disponíveis hoje no mercado não atendem uma faixa de compradores, que precisam de aparelhos com preços mais convidativos. O Galaxy Tab 10.1 da Samsung já tem seu produto lançado no mercado brasileiro, assim como tablet Xoom, da Motorola. Mesmo com a concorrência, o produto é bem caro, e atinge somente as camadas mais altas da população.

    Aproveitando o benefício fiscal que a Apple teve para montar sua fábrica e começar a produzir seu iPad2 aqui no Brasil, a Positivo terá a redução de impostos também. As empresas que são candidatas a fabricar seus tablets no país são (em ordem alfabética): Apple, Itautec, Motorola, Positivo, Samsung e Semp Toshiba.

    O nome do benefício é PPB (Processo Produtivo Básico), o qual as empresas se comprometem a um conteúdo nacional de 20% no início da produção e em três anos, 80% da produção. Hoje, quem realmente recebeu este benefício foi a Aiox, Motorola, MXT, Positivo Informática e Samsung.

    Hoje, a Positivo já fabrica o leitor eletrônico (e-reader) Alfa, que ilustra este post.

    Nenhum comentário: