• 30 de abril de 2014

    O que é preciso para criar seu app - Capítulo 2

    Dando sequência ao post anterior (Como criar seu app - Capítulo 1), vamos responder a segunda pergunta que deve ser feita por quem deseja construir seu próprio app: o que é preciso para criar meu app? Você já sabe como será seu aplicativo, e agora vai saber qual as ferramentas que você deve ter em mãos. A resposta pode parecer óbvia, mas vamos um pouco além...



    A primeira coisa que vem à cabeça de quem quer criar seu próprio app, é: preciso saber uma linguagem de programação. E, posso dizer com certeza de que é um pouco mais que isto. O conhecimento de uma linguagem de programação é muito importante, mas com certeza existem muitas "linguagens" e também existe a possibilidade de não precisar conhecer nenhuma. Vai depender da sua aplicação, seus recursos e sua determinação em desenvolver um app.

    Primeiro, vou colocar as três hipotéticas respostas, e explicar os passos para cada uma delas. AS repostas são:

    Eu conheço uma linguagem de programação?
    • Resposta 1: Sim, conheço C e/ou C++.
    • Resposta 2: Sim, conheço Java, C#, Javascript, LUA, etc.
    • Resposta 3: Não conheço nenhuma linguagem...
    Resposta 1: Conheço C e C++
    Vamos supor que você respondeu "- Eu conheço C ou C++". Ótimo, você poderá desenvolver seu app na linguagem nativa com suporte do Google para isto. Anote o que vai precisar para baixar (ou talvez já tenha instalado em sua máquina):

    Eclipse + ADT plugin - é o IDE (Integrated Development Environment, ou Ambiente Integrado de Desenvolvimento), o "software" usado para escrever seus programas.
    Android SDK Tools - É um "kit" que vai otimizar o Eclipse para que você possa desenvolver seus programas com foco em Android.

    Todas estas ferramentas você vai encontrar disponíveis para baixar em http://developer.android.com/sdk/index.html - recomendo inclusive que navegue neste site para conhecer mais recursos. O site é disponível em inglês.

    Resposta 2: Conheço outras linguagens
    Você conhece programação, mas outras linguagens. Existem ferramentas que possibilita a conversão do seu código, ou seja, você desenvolve numa linguagem conhecida, e ela converte a parte lógica do seu programa para a linguagem nativa. Não se preocupe com os códigos nativos, pois você nem terá acesso a eles; sempre que precisar modificar algo, será na linguagem que você tem familiaridade. A parte ruim, mas que não deve ser vista desta forma, é que estas ferramentas são todas pagas. O correto é você pensar assim: aprender uma linguagem para usar uma ferramenta gratuita custa dinheiro e tempo. Se escolher uma linguagem que já conhece, você vai gastar (leia-se investir") apenas dinheiro. É a forma correta e madura para pensar.

    Existe um grau de dificuldade para cada uma das linguagens, e eu vejo como separar em dois tipos estes desenvolvedores: desenvolvedores de aplicações (C#, Java, Lua...) e desenvolvedores web (JavaScript, HTML, etc.). Para quem conhece C# ou Java, recomendo usar o Mono For Android (http://xamarin.com/android) ou mesmo o Eclipse. Se você conhece LUA, que é uma linguagem criada por brasileiros, mas muito poderosa e de fácil assimilação, pode usar o Corona SDK (http://coronalabs.com/products/corona-sdk/). Até mesmo o pessoal que programa em BASIC, uma linguagem um pouco mais antiga e muito fácil de aprender, pode utilizar o Basic4Android (http://www.basic4ppc.com/android/b4j.html).

    Agora, para quem conhece JavaScript, HTML, você vai sentir-se confortável com estas ferramentas: Phonegap (http://phonegap.com/), Titanium (http://www.appcelerator.com/titanium/titanium-sdk/), Nimblekit (http://www.nimblekit.com/index.php) e PhoneJS (http://phonejs.devexpress.com/).

    Aqui não tem muito jeito de fugir da lógica, mas por outro lado você vai ter criado um aplicativo com muito mais recursos e algo bem mais elaborado.

    Resposta 3: Não sei programar.
    Ainda neste caso existe esperança. A mais óbvia, é você acreditar no seu app e saber que ele pode gerar um bom retorno financeiro. Para estes casos, contrate alguém que saiba programar, mas antes faça o planejamento do seu app, inclusive tente registrá-lo para que a ideia não se perca. Este é o caminho mais profissional e com o melhor resultado.
    Se seu app não é algo tão elaborado, você pode tentar usar o AppInventor (http://appinventor.mit.edu/explore/). Ele é voltado para quem não sabe programar, então tem uma interface bem simples e intuitiva. Você "arrasta" componentes e vai criando seu app. É uma iniciativa do MIT e vale muito a pena conhecer.

    Pronto, você já sabe que tipo de app vai criar, e qual a ferramenta principal para desenvolver seu app. Ainda falta saber o que precisa ter a mão para começar o desenvolvimento, mas isto é um ponto para outro post.

    Já baixou o app "Airport Flags"? Alguns exemplos nos próximos posts usarão ele como exemplo. Para baixá-lo grátis, clique aqui.

    Continuem seguindo esta série, envie para seus amigos!

    Nenhum comentário: